Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





...

por fnaf, em 16.07.07

Há coisas que não se esquecem.

As minhas visitas a este blogue são frequentes, embora curtas, porque o tempo não dá para mais!
No tempo que corre, as fontes de (des)informação e os sítios que queremos visitar na net são tantos, que perdemos mais tempo a seleccionar os objectos de pesquisa do que propriamente a assimilar conhecimentos ou a opinar sobre o que quer que seja! Mas hoje resolvi fazer diferente!
Hoje fiz questão de entrar, parar, ler, observar e comentar - coisa, aliás, que já queria ter feito há muito tempo!
Na verdade, hoje decidi "pagar" duas dívidas.
Uma aos autores deste blogue, e outra à minha própria consciência.
Aos autores deste blogue lhes devo os meus (atrasados) Parabéns por esta iniciativa. Mais! Devo-lhes acima de tudo os meus sinceros aplausos não só por esta forma saudável e divertida de divulgação das actividades dos feirantes mas, e acima de tudo, por contribuirem para a desmistificação do conceito de "feirante" que, para muitos, não é mais do que o parente pobre do comércio, o endinheirado inculto, sem maneiras, para quem tudo serve, que vive à margem da sociedade moderna, fina e burguesa.
Este espaço, não só valoriza e promove a "FEIRA" enquanto lugar privilegiado de trocas comerciais, com papel relevantíssimo na esconomias locais (e muitas vezes regionais), mas também a "FEIRA" enquanto acontecimento cultural, festivo, aberto e democrático por excelência!
Porventura, em algum momento, alguém se sentiu a mais numa feira?! Não! Todos são bem-vindos e quantos mais melhor!
Com esta ou aquela aparência, forasteiro, estrangeiro ou da terra, para comprar, apreçar ou apenas só para ver, todos são bem acolhidos na "FEIRA"! Até os políticos lá vão! Não há candidato que se preze que não distribua lá os seus abraços e beijinhos por entre gritos e apertões! Conhecem outro espaço com estas características?
Meus caros, por tudo o que referi e porque foi de feira em feira que tanto eu como o meu irmão (especialmente ele) passamos parte da nossa infância, tendo sido este o modo de vida que permitiu aos nossos pais sustentar a nossa formação académica, sirvo-me deste espaço para homenegear esta "ainda estranha forma de vida" - a de FEIRANTE.
Hoje, embora distante dos ferros, das cordas, da gancha e do tolde, ainda que longe da azáfama do montar e desmontar, dos expositores, das bancas e da obra, recordo vivamente o terror das "feiras brancas"!
Não esqueço aquela vida dura e difícil, mal amada por uns e desprezada por outros, mas pela qual sinto infinito respeito e admiração.
Dizia-me há uns dias um dos responsáveis pela Obra do Teatro de Vila Real, que sempre que entrava naquele fantástico edifício - agora terminado e em pleno funcionamento - não conseguia evitar emocionar-se.
O mesmo se passa comigo quando vou à feira seja ela qual for...
Ah! Já agora, fiquem a saber que em Vila Real a feira acontece às terças e sextas feiras. E Junho, quase todo ele é de feiras e de festas, pois festeja-se o Stº António (padroeiro da cidade) e no S. Pedro existe a tradicional feira dos pucarinhos e da cueca! Sim, da cueca! Toda a gente lá vai abastecer-se de lingerie para o ano inteiro! Ah Pois!
Um abraço a todos os feirantes!

Publicado num blogue sobre Feirantes em 16/02/2006

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De fernando sa a 22.07.2007 às 14:44

Esta opinião sobre as FEIRAS e FEIRANTES é bem conseguido,e revela um sentimento positivo de quem passou pelas dificuldades que esta actividade representa no dia a dia dos FEIRANTES.Á autora deste feliz comentário quero aqui deixar os meus parabéns por tal, e gostaria de vêr aqui mais neste blog opiniões suas e até de outros filhos de FEIRANTES que tenham passado por esta vida, sobre as FEIRAS e FEIRANTES do passado, presente e futuro desta actividade.Já que todas ideias e opiniões serão muito importantes para os intervenientes nas Associações desta classe possam desenvolver mais esta actividade para que a sua imagem mude ao encontro das suas necessidades do futuro, a todos estes bravos Homens e Mulheres que das FEIRAS vivem.
Fernando Sá
Presidente- Associação de Feirantes do Distrito do Porto.

Sem imagem de perfil

De José Manuel Abranja a 07.08.2007 às 12:56

Amigo Fernando
É realmente de enaltecer a postura de quem fez o comentário que foi transportado para o blogs. e os seus agradecimentos são elucidativos de tal facto e como Vice da FNAF venho sublinhá-los.
Sem imagem de perfil

De Krys a 22.07.2007 às 22:19

Cara filha de feirantes (tenho pena que não te tenhas identificado) não podia deixar de comentar a participação neste blog...
Porque como filha de feirantes, no fim de ler todo o teu comentário fiquei deslumbrada, pela forma como descreves a feira...
De uma forma simplista evocas aquilo que mais há de glamoroso neste espaço, ou seja, a capacidade de bem receber, como tu própria dizes "todos são bem acolhidos na FEIRA"...
Todos nós sabemos que existem muitos estereótipos sobre as feiras e os feirantes, por isso cara colega depende de nós (jovens pessoas que para atingir um grau académico superior, tiveram que suar duro na feira e mais do que isso vimos os nossos familiares a enfrentar a tempestades para nos oferecer melhor qualidade de vida) depende de nós fazer desaparecer algumas dessas ideias falsas que muitos tentam fazer prevalecer.
Parabéns e sempre que poderes deixa os teus comentários... és uma mais valia para este blog:)
Sem imagem de perfil

De fernando sa a 22.07.2007 às 23:25

Boa Krys!..espero que tu tambem venhas aqui mais vezes contar as tuas experiências nas feiras ,já que tu terás concerteza muitos episódios para escrever.
Sem imagem de perfil

De José Manuel Abranja a 07.08.2007 às 12:51

Não sei quem é a Krys , mas para o efeito pouco importa, o mais importante é a maneira como em poucas palavras diz o que acontece com muitos feirantes que têm filhos formados (acontece comigo, tenho dois) e a sua formação só foi possível pelo desenvolvimento negocial passado pelo sector das feiras ou que daí advém. É necessário comentários desta natureza e não só, vou estar agora mais atento aos que surjam no futuro. permite-me o envio de parabéns e até quando quiseres .
José Manuel Abranja, Presidente da Ass. Fei. do dist. de Lisboa
Sem imagem de perfil

De José Manuel Abranja a 07.08.2007 às 15:14

Sou actualmente o Presidente da Associação de Feirantes do Distrito de Lisboa e juntando esta actividade à minha vida particular, pouco é o tempo que me resta para a informática para além do necessário, mas ainda assim embora um pouco tarde mas dediquei-me a uma análise mais ponderada sobre o blogs da Federação da qual também sou Vice-presidente e assim sendo notei que entre assuntos deveras importantes destaco o comentário da "Dulce" que também me sensibilizou talvez pela sua simplicidade de relato com as palavras postas no sitio certo e esta sensibilidade é para mim tanto mais importante pelo facto de desde mil novecentos e noventa e cinco, ano em que me vi envolvido nos altos cargos desta Associação, que tenho lutado na dignificação da classe. Devo por isso dizer que nesta zona geográfica já somos visto com olhos de ver, mas nunca é demais sentir que outras pessoas fazem alusão ao tema, pelo que no caso resta-me solicitar permissão para apresentar um cumprimento especial de PARABÉNS.
Como também sou Director do jornal "O Feirante" irei publicar o artigo no mesmo, em seu nome como é lógico e com a devida vénia

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D