Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Novas Associações de Feirantes

por fnaf, em 02.12.10

Se a actividade de feirante é uma das mais antigas a nível comercial, também não é menos verdade que nela operam muito boa gente que se preocupa apenas e só com o seu "Umbigo" e por tal motivo tem sido muito difícil a globalização no associativismo que o mesmo será dizer criar e aumentar a força através da união. Este é também um dos vários objectivos direccionados da FNAF.

Como tal têm sido estabelecidos contactos com uma Associação de Feirantes no caso a do Algarve, que à cerca de dois anos anda a criar estruturas e segundo a versão do principal responsável, vai a mesma ter eleições dentro deste mês e talvez a seguir tentem entrar na FNAF, porque segundo eles não se sentem bem isolados nestas andanças.

Numa visita aos feirantes de Santarém a FNAF, além de ter ajudado a resolver um problema de taxas na altura, fez também um plenário com aqueles feirantes alertando-os para a necessidade de ali criarem uma Associação para a zona do Ribatejo, do resultado desse plenário nasceu a mais recente Associação com o nome de Associação de Feirantes do Distrito de Santarém e Concelhos limite feros, também no ultimo contacto o Presidente e com o relações publicas, esperam ter a sua adesão a partir de Janeiro.

A Fnaf com a colaboração da C.M.de Évora para onde enviou recentemente comprovativos da sua existência, para que em troca lhe sejam fornecidos contactos de feirantes que possam assumir o nascimento de uma Associação de Feirantes também no Alentejo, este é um trabalho por enquanto de sondagens mas que já vem desde o princípio de Novembro.

Também a Associação de Feiras e Mercados da Região Norte recebeu um convite de adesão e essa hipótese não está descartada embora não hajam datas definidas.

Do Centro do País, onde já existe uma Associação (AFC) que está desactivada é com grande pena nossa que não estamos a visualuizar homens de coragem para a pôr de novo em acção.

Deste modo deduzimos de que é importante todo este trabalho todo este possível crescimento, o juntar dos "umbigos" para termos a força necessária e equivalente ao desenvolvimento comercial que esta actividade do comercio ao ar livre dá ao país.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D