Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





CARCAVELOS, QUE TRISTEZA

por fnaf, em 11.08.09

não poderia a Fnaf continuar a fingir que nada se passava com as condições que a feira de Carcavelos apresenta para a realização da mesma e assim  teve de fazer algo para a chamada de atenção.

No fundo o que acontece é que a feira saiu do lugar onde há muitos anos tinha nascido e onde criou o estatuto de ex-librés do concelho de Cascais, para um terreno emprestado com a promessa de passado um ano regressar ao local mas aí já com a construção de um projecto existente para albergar a feira, acontece que aquele ano provisório tem-se indo prolongando e já vai em dez com a feira a realizar-se em piso térreo com inúmeras nuvens de pó ou lama consoante a estação com a agravante de ter agora milhares de pedras de dimensões propicias a lesões e não só, com as casas de banho instaladas em contentores, onde não existe nem toalhetes nem sabonete liquido a dar resposta ao aconselhamento nacional por causa da gripe -A << lave bem as mãos com sabão etc. etc.>> o Dcreto- Lei 42/2008 de 10 de Março dava às autarquias um ano para criarem as respectivas condições nomeadamente o asfalto, prazo que terminou no dia dez do corrente mês, sem que houvesse qualquer esforço por parte de quem de direito na tentativa de melhoramentos

Assim a FNAF criou um questionário com várias folhas onde cada feirante poderia averbar o seu ponto de vista sobre a respectiva feira e fez com eles uma sondagem a cerca de 70% dos feirantes ou seja questionou cento e sessenta e cinco feirantes e obteve 165 assinaturas acompanhadas das mais variadas lamentações, juntou a estas uma carta a especificar tudo o que lamenta mais o que é necessário e exigiu o dobra das condições ou enquanto isso não acontece a redução das taxas a metade. Enviou tudo para a Câmara Municipal de Cascais com cópia para a Junta de Freguesia, gestora da feira e colocou em pontos estratégicos da feira uma cópia da sua acção para dar conhecimento aos feirantes, até então não houve ainda quaisquer reacção e acontiuar assim outras posições se advinham no futuro.

(relato do Presidente José Abranja)

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D